Açores9Rádio

Açores 9 Rádio

Faixa Atual

Título

Artista


Chega/Açores recusa “mais dinheiro” para a SATA Azores Airlines

Escrito por em 07/06/2022

O Chega/Açores recusou hoje “mais dinheiro para a SATA Azores Airlines”, responsável pelas deslocações aéreas para o exterior do arquipélago, considerando que a Comissão Europeia deu razão ao partido quanto ao plano de reestruturação da companhia aérea açoriana.

“O Chega mantém a posição que tem vindo a defender para a SATA, de se separar a Azores Airlines da SATA Air Açores [responsável pelas ligações interilhas], de se acabar com as rotas deficitárias e que não haja mais dinheiro para a SATA Azores Airlines – que são tudo imposições da Comissão Europeia”, afirma o líder do Chega/Açores e deputado regional, José Pacheco, citado numa nota do partido.

De acordo com José Pacheco, “a Comissão Europeia aprovou hoje o plano de reestruturação da SATA, mas não sem antes deixar alguns alertas para a efetiva reorganização da companhia aérea açoriana, tal como o Chega vem defendendo”.

O deputado diz ainda que o plano de reestruturação aprovado pela Comissão Europeia “já está com seis meses de atraso” e “vai permitir uma ajuda estatal no valor de 453,35 milhões de euros em empréstimos e garantias”.

“Um plano é um plano e só é bom quando resulta”, refere o parlamentar.

Para José Pacheco, “apesar de aprovado este auxílio estatal, Bruxelas deu um grande ‘puxão de orelhas’ à companhia aérea, necessário para se pôr as contas da SATA na ordem, mas que não paga a dívida que é astronómica”.

“É necessário perceber que a SATA compreende duas companhias aéreas: a SATA Air Açores, que temos de manter e defender porque é a nossa ligação entre todas as ilhas, e a SATA Azores Airlines, com a qual se andou brincar durante anos e que dá um enorme prejuízo, que já ultrapassa os 500 milhões de euros”, descreve.

O deputado considera que tal “não faz sentido numa região pobre como os Açores, onde há pessoas a ganhar 200 euros por mês, descartando que se continuem a colocar largos milhões de euros na empresa que faz as ligações dos Açores com o exterior”.

A Comissão Europeia aprovou hoje uma ajuda estatal portuguesa para apoio à reestruturação da companhia aérea açoriana SATA, de 453,25 milhões de euros em empréstimos e garantias estatais, prevendo ‘remédios’ como uma reorganização da estrutura empresarial.

A injeção financeira implica o desinvestimento de uma participação de controlo (51%) na Azores Airlines, o desdobramento da atividade de assistência em terra e uma reorganização da estrutura empresarial da SATA, com a criação de uma ‘holding’ que substitui a SATA Air Açores no controlo das suas operações subsidiárias, revelou hoje a Comissão Europeia.

Estão ainda previstas a obrigação de a SATA ter um limite máximo na sua frota até ao final do plano de reestruturação e a proibição de, também até esse prazo, fazer qualquer aquisição de aviões.

As dificuldades financeiras da SATA perduram desde pelo menos 2014, altura em que a companhia aérea detida na totalidade pelo Governo Regional dos Açores começou a registar prejuízos, agravados pelos efeitos da pandemia de covid-19, que teve um enorme impacto no setor da aviação.

Também hoje, a Comissão Europeia anunciou ter encerrado a investigação aberta em agosto de 2020 à transportadora açoriana SATA sobre os apoios públicos de Portugal, após a empresa ter reembolsado ao Estado português as verbas facultadas para aumentos de capital.


Fale connosco!
A Açores 9 Rádio, dá-lhe as boas vindas!
Scan the code
Obrigado por ouvir a Açores 9 Rádio! https://www.acores9radio.pt