Dos pés do jovem Roger nasceu nova reviravolta do Sporting de Braga

Escrito por em 07/10/2023

O Sporting de Braga arrancou hoje uma vitória muito difícil por 2-1, com os golos da reviravolta a surgirem no período de descontos, em jogo da oitava jornada da I Liga de futebol, frente ao Rio Ave.

Leonardo Ruiz colocou os vila-condenses em vantagem logo aos 05 minutos, mas Banza (90+1) e Abel Ruiz (90+6), com assistências de Roger (17 anos), viraram o marcador a favor dos minhotos, poucos dias depois de outra ‘remontada’, na Liga dos Campeões, em casa do Union Berlim, por 3-2 depois de estar a perder por 2-0 e com o golo de Castro a surgir nos últimos segundos da partida.

Como em todos os outros jogos do campeonato, a turma de Artur Jorge voltou a sofrer golos (só ficou a zero em duas das 14 partidas oficiais que realizou até agora, ambas na fase preliminar da Liga dos Campeões), mas voltou a mostrar uma ‘alma’ enorme que a tem conduzido às vitórias.

Com mais um jogo, os minhotos venceram pela terceira vez seguida no campeonato e aproximam-se dos lugares cimeiros e empurram o Rio Ave, que somou a terceira derrota consecutiva, para a cauda da tabela.

Em relação ao jogo na Alemanha, Artur Jorge fez três alterações, com José Fonte, Adrián Marín e Pizzi a renderem Niakaté, Borja e Ricardo Horta, o grande ausente nos minhotos, devido a lesão.

Apesar do problema físico, o capitão ‘arsenalista’ vai apresentar-se nos trabalhos da seleção nacional, informou o clube bracarense.

 

Já o Rio Ave, apresentou quatro mudanças em relação ao último ‘onze’ (na derrota pesada com o Moreirense, em casa, por 4-0): na baliza Jhonatan substituiu Magrão, Josué e Miguel Nóbrega surgiram nos lugares de Renato Pantalón e Patrick William no eixo defensivo e, no meio-campo, João Graça no lugar do lesionado Guga.

A equipa de Luís Freire entrou melhor e, logo aos 03 minutos, Aderlan Santos, de cabeça, após canto, obrigou Matheus a uma grande defesa, tendo Costinha falhado a recarga já de ângulo reduzido.

Dois minutos depois, o Rio Ave chegou ao golo com Leonardo Ruiz a ter só que encostar após uma boa jogada coletiva e fuga de Costinha pelo lado direito, aproveitando também uma muito mal posicionada defesa minhota.

O Sporting de Braga respondeu aos 12 minutos e Adrián Marín ficou perto do empate, mas o remate saiu às malhas laterais. Quatro minutos depois, Zalazar assistiu Bruma no ‘coração’ da área, mas o remate de primeira do extremo saiu ligeiramente por cima.

A reação do Sporting de Braga ficou-se por aqui, caindo depois num jogo sem ideias, feito de más decisões e passes perdidos, o que permitiu ao Rio Ave uma progressiva maior posse de bola, ainda que inconsequente – a equipa de Artur Jorge foi assobiada à saída para o intervalo.

No regresso para a segunda parte, o técnico lançou Borja e Abel Ruiz para os lugares dos apagados Adrián Marín e Pizzi, mas foi o Rio Ave a estar muito perto do segundo golo, o que só não aconteceu devido à perdida incrível de Leonardo Ruiz – a poucos metros da linha de baliza e de frente para o alvo, com tudo para marcar, atirou ao lado (51).

Luís Freire refrescou a ala direita com Ukra (62) e, dez minutos depois, o meio-campo e o ataque com Vítor Gomes e Hernâni, e Artur Jorge apostou na irreverência do jovem de 17 anos Roger (63), que seria decisivo com duas assistências.

Serdar, de cabeça, por cima (67) e, no minuto seguinte, Aderlan Santos quase fez autogolo, mas a bola desviada pelo central foi à barra.

O Rio Ave chegou a introduzir a bola na baliza, no que teria sido um grande bolo de Fábio Ronaldo, mas Ukra estava em fora de jogo no início da jogada (78).

Evitado o ‘balde de água gelada’, o Sporting de Braga partiu em busca do empate e esteve perto disso aos 81 minutos, mas Abel Ruiz rematou contra Jhonatan.

Já com José Fonte como ponta-de-lança, Roger teve dois grandes remates que obrigaram Jhonatan a boas defesas, sobretudo no segundo que ainda desviou em Rony Lopes (87 e 88).

O empate chegou aos 90+1 minutos, com Roger a assistir com um grande cruzamento a entrada fulgurante de cabeça de Banza.

Roger esteve perto de virar o resultado com um grande remate em arco que Jhonatan defendeu com muita dificuldade e Rony Lopes, no mesmo minuto (90+5), obrigou a nova grande defesa do guarda-redes, que já nada conseguiu fazer quando Abel Ruiz surgiu a desviar novo passe de Roger, agora com o pé direito (90+6).


Açores 9 Rádio

Canal 1

Faixa Atual

Título

Artista