Escola do Mar dos Açores com certificação

Escrito por em 11/09/2022

A Escola do Mar dos Açores, inaugurada há dois anos, no Faial, já está certificada como entidade formadora, e pretende ser “um auxiliar” na formação da classe piscatória e suas comunidades, anunciou hoje o presidente do Governo açoriano.

“Finalmente a Escola do Mar está devidamente certificada e pretende ser um auxiliar na formação, na preparação dos nossos pescadores e das nossas comunidades”, disse José Manuel Bolieiro.

O chefe do executivo açoriano falava na cerimónia de homenagem aos pescadores da vila de Rabo de Peixe, na ilha de São Miguel.

A Escola do Mar dos Açores está situada nas antigas instalações da Rádio Naval da Horta, na ilha do Faial, custou cerca de sete milhões de euros e foi inaugurada há dois anos.

O presidente do Governo Regional dos Açores (PSD/CDS-PP/PPM) destacou a importância que a escola terá na formação dos pescadores, “não apenas no seu edifício na cidade da Horta, mas através dos seus profissionais” junto das comunidades piscatórias para apoiar “nas necessidades” que os pescadores e armadores possam vir a manifestar “sob o ponto de vista técnico”.

Em declarações aos jornalistas, o chefe do executivo açoriano destacou que “nos últimos tempos” os índices de captura e o rendimento dos pescadores e armadores têm “subido”, mas alertou que há “uma constante incerteza”.

“O que hoje está bem, amanhã pode ser uma dificuldade. E o nosso compromisso é de estarmos sempre solidários com o rendimento digno dos pescadores e das suas famílias e também com a estratégia politica que temos para proteção dos ecossistemas, valorização e promoção dos nossos recursos marinhos”, disse o social-democrata.

José Manuel Bolieiro sublinhou ainda que a homenagem aos pescadores da vila de Rabo de Peixe significa também homenagear “todos os homens do mar dos Açores” que ao “longo da história”, e com “tanta adversidade, sempre prestaram um serviço à comunidade”.

Na cerimónia, o presidente da Junta de Freguesia de Rabo de Peixe, Jaime Vieira, considerou que se trata do “justo reconhecimento aos pescadores pelo que têm feito pela economia da vila, do concelho da Ribeira Grande e dos Açores”.

“As pescas e os pescadores da vila de Rabo de Peixe representam um peso importante no todo regional, com 94 embarcações, com mais de 1.000 pescadores e mais de 3.000 pessoas que dependem diretamente da pesca. É claramente uma localidade onde a pesca tem um papel importante e fundamental”, adiantou Jaime Vieira.

O presidente da Junta de Freguesia de Rabo de Peixe lembrou ainda que a classe piscatória enfrenta diariamente “enormes obstáculos para trazer rendimentos”.

“E, ainda mais, porque nem todos os dias se pode ir ao mar”, assinalou, defendendo a valorização da classe piscatória.

A cerimónia de homenagem aos pescadores, organização conjunta da Câmara Municipal da Ribeira Grande e Junta de Freguesia de Rabo de Peixe, incluiu o descerramento de uma placa evocativa aos “Heróis do Mar de Rabo de Peixe”, no porto de pescas, uma celebração eucarística e a benção e batismo de uma embarcação.


Açores 9 Rádio

Faixa Atual

Título

Artista