Governo dos Açores anuncia novos apoios para várias áreas da agricultura na região

Escrito por em 16/06/2023

 

O presidente do Governo dos Açores, José Manuel Bolieiro, anunciou hoje novos apoios para várias áreas da agricultura, para aquisição de equipamentos, transição verde e digital ou gestão sustentável de explorações.

“Ainda este mês, os agricultores açorianos vão ter ao seu dispor o Agroacrescenta: um programa de apoios até 50%, majorados em 5% para jovens agricultores, na aquisição de equipamentos agrícolas, até ao máximo elegível de 10 mil euros”, indicou, num discurso na Feira Agrícola dos Açores, na ilha Terceira.

Esta programa será “para todas as áreas agrícolas, leite, carne, horticultura, fruticultura, apicultura, vitivinicultura e floricultura”.

Por outro lado, “até ao final do ano, serão abertas candidaturas no âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência [PRR] para investimentos em transição verde, transição digital e inovação produtiva, com um montante de quatro milhões de euros e com uma comparticipação de 80%”.

Também “até ao fim do ano” vão ser abertas candidaturas no âmbito do PRR “às associações e cooperativas agrícolas, para a gestão sustentável das explorações agrícolas, num montante de cerca de dois milhões de euros, com comparticipação de 80%”.

Bolieiro destacou ainda que os Açores reduziram a “dependência externa para a alimentação animal pois, comparativamente a 2020, aumentamos em mais de mil hectares a área de produção de milho”, atingindo “um quantitativo recorde” e ambicionando “mais”.

A área biológica dos Açores “passou de 1.277 hectares em 2020 para 4.547 hectares em 2022” e o número de produtores biológicos teve, no mesmo período, “um acréscimo de 200%”.

A quantidade de leite biológico “é atualmente de cerca de 4 milhões de litros de leite”, representando “um incremento de 1.400% comparativamente a 2020”.

Por outro lado, em 2022 “atingiu-se um recorde do gado abatido nos matadouros da região, 84.000 cabeças, mas igualmente de carcaças expedidas e de consumo local”.

“A área da fruticultura subiu 20%. Um dos nossos objetivos é tornar os Açores também numa região produtora de fruta”, frisou.

O número de produtores de mel DOP, em 2022, “subiu 52% relativamente a 2020”.

“Produz-se menos leite de vaca, mas leite com maior valor nutritivo e maior rendimento queijeiro, ou seja, com mais proteína e gordura”, disse, assinalando que, em 2022, se verificou, na média do leite produzido, “um aumento de uma décima de proteína e duas de gordura”.

Foi ainda alcançada “a maior taxa de utilização dos fundos comunitários para a agricultura no PRORURAL e PRORURAL+, cerca de 75% (excluindo o ano de 2020 em que se atribui apoios).

O presidente do Governo referiu-se ainda à certificação dos matadouros da Terceira e São Miguel para o bem-estar animal e o facto de ter sido alcançado “um protocolo internacional ajustado no reconhecimento da nossa especificidade, para a certificação das explorações pecuárias no bem-estar animal”.

Acresce que “o quantitativo de vinho certificado expedido atingiu um recorde em 2022, cerca de 62.000 litros e ultrapassamos as 60 marcas e as 100 referências comerciais”.


Açores 9 Rádio

Canal 1

Faixa Atual

Título

Artista