Governo dos Açores garante estar a criar condições para a fixação de jovens na região

Escrito por em 28/08/2022

A secretária regional da Juventude, Qualificação Profissional e Emprego dos Açores salientou que o executivo está a criar condições para a fixação de jovens, apelando aos participantes do Summer CEmp, que decorre no arquipélago, para que considerem essa hipótese.

 

“Considerem os Açores para início do vosso projeto profissional e familiar. À inegável qualidade de vida na nossa região, estamos a associar as condições para que os jovens residentes nos Açores possam construir o seu projeto de vida numa perspetiva integral, através de programas que procuram responder às suas preocupações, necessidades e ambições em todas as dimensões da sua vida”, afirmou Maria João Carreiro, citada numa nota de imprensa, divulgada hoje.

A titular da pasta da Juventude nos Açores participou, no sábado, na sessão de boas-vindas aos participantes da quinta edição do Summer CEmp, escola de verão promovida pela representação da Comissão Europeia em Portugal, que este ano teve lugar na Ribeira Grande, na ilha de São Miguel.

O evento, que decorre até terça-feira, conta com a participação de 40 jovens universitários de todo o país, bem como de oradores regionais, nacionais e europeus.

Maria João Carreiro defendeu que o arquipélago tem “muito a ganhar” com o regresso de jovens açorianos e com a atração de talentos de outras geografias, “disponíveis para contribuir para o desenvolvimento em curso da região”.

A governante apontou o “diálogo e a cooperação nos domínios da formação e qualificação, do emprego, do ambiente, do empreendedorismo, cada vez mais associado às novas economias, como a azul e a verde, da cidadania, do associativismo ou da participação política” como a tradução do “investimento regional na juventude”.

Também o subsecretário regional da Presidência dos Açores, Pedro de Faria e Castro, participou no Summer CEmp, numa sessão dedicada à Conferência sobre o Futuro da Europa nos Açores (COFOE), em que sublinhou a importância do arquipélago para Portugal e para a União Europeia.

“Que os jovens percebam a diversidade europeia, que nós somos Portugal, que somos uma forma de estar em Portugal e que os Açores dão uma grande dimensão ao país que potencia a sua própria capacidade de ter uma voz mais forte dentro da mesa dos 27”, adiantou Pedro Faria e Castro, citado numa nota de imprensa.

O governante destacou os constrangimentos de uma região com as características dos Açores, “que necessita de recursos acrescidos para poder acompanhar e concretizar aquilo que se pretende, mas também ter a possibilidade de poder participar em igualdade de circunstâncias com outras regiões da União Europeia”.

“Se estamos neste ponto de desenvolvimento social, económico e cultural muito se deve à nossa integração europeia e é nessa perspetiva que devemos caminhar para o futuro e nesse futuro foi-nos dada também a oportunidade de participar na COFOE, à qual também quisemos dar o nosso contributo”, frisou.


Açores 9 Rádio

Faixa Atual

Título

Artista