Marinha Portuguesa monitoriza barcaça à deriva nos Açores

Escrito por em 22/07/2023

A Marinha Portuguesa está a monitorizar uma barcaça, com cerca de 60 metros de comprimento e 15 de largura, que está à deriva nos Açores e representa perigo para a navegação, foi hoje anunciado.

De acordo com um comunicado da Marinha, a barcaça encontra-se à deriva a 50 milhas náuticas (o equivalente a cerca de 93 quilómetros) a norte da ilha de São Miguel e a 53 milhas náuticas (cerca de 98 quilómetros) a leste da ilha Terceira, nos Açores.

“Atendendo que representa um perigo para a navegação, têm sido difundidos avisos à navegação que, dando nota da sua posição, alertam para a necessidade de evitar a área, proceder com cautela e dar o necessário resguardo”, referiu a fonte.

A barcaça “não está a derivar em direção a terra” e “com as presentes condições de tempo e de mar, não se prevê que tal venha a acontecer”, acrescentou.

A presença da embarcação foi comunicada pela navegação em trânsito e desde o passado dia 10 que tem sido monitorizada pela Marinha Portuguesa e pela Autoridade Marítima Nacional.

“O Comando da Zona Marítima dos Açores empenhou a corveta António Enes para recolher informação, monitorizar a sua posição e acompanhar a sua deriva. Sendo que, foi possível apurar a inexistência de matérias suscetíveis de causar poluição”, segundo a nota.

Além do navio estão a ser utilizados meios de deteção remota, via satélite, para efetuar o acompanhamento da barcaça e continuar a difundir avisos à navegação com posições atualizadas.

A Marinha e a Autoridade Marítima Nacional “vão continuar a acompanhar a situação e desenvolver todos os esforços para garantir a segurança da navegação e a salvaguarda dos espaços marítimos sob soberania ou jurisdição nacional”.

As autoridades estão a procurar descobrir a propriedade da barcaça e consequente responsabilidade sobre a situação.


Açores 9 Rádio

Canal 1

Faixa Atual

Título

Artista