Núcleo Museológico da Agricultura e Quintal Etnográfico mostram património rural da Ribeira Chã

Escrito por em 01/08/2022

O Núcleo Museológico da Agricultura e o Quintal Etnográfico da Ribeira Chã, nos Açores, abrem na terça-feira, após obras de reformulação nos espaços que divulgam “o vasto acerto” do património rural daquela freguesia em São Miguel, foi hoje anunciado.

Segundo uma nota de imprensa da Câmara da Lagoa, os dois espaços da freguesia da Ribeira Chã foram alvo de “uma reformulação museográfica”.

Ainda de acordo com a autarquia, o Núcleo Museológico da Agricultura representa “o passado agrícola” da Ribeira Chã, a partir do “vasto acervo de instrumentos do património rural aí reunidos, que fazem alusão às práticas agrícolas tradicionais”.

Nesta primeira fase inaugural, o núcleo faz referência a duas culturas agrícolas, a do pastel, que tornou aquela freguesia do concelho da Lagoa, nos séculos XVI e XVII, “num importante centro de produção em larga escala”, e a cultura do trigo.

A cultura do trigo é tema central ao longo da exposição, porque foi das “primeiras a ser praticada em grandes quantidades”, através da exportação de cereais para “o reino e praças de África no decurso do século XV”, lê-se na nota.

O núcleo museológico integra ainda um espólio de instrumentos, como “a primeira debulhadora mecânica da Ribeira Chã, uma máquina semeadora de trigo e alguns conjuntos de utensílios agrícolas correspondentes às várias fases do ciclo do trigo”, descreve a autarquia.

Por seu turno, o Quintal Etnográfico, construído, desde 1983, no espaço resultante do aterro de uma grota com 22 metros de profundidade, apresenta-se dividido em três secções: plantas aromáticas e medicinais, plantas endémicas, culturas agrícolas (tremoço, inhame, milho, serpentina, entre outras).


Açores 9 Rádio

Faixa Atual

Título

Artista