Sporting preparado para vencer um FC Porto de “mentalidade forte”

Escrito por em 17/12/2023

O treinador do Sporting, Rúben Amorim, afirmou hoje que a sua equipa está preparada para vencer o FC Porto, adversário que considera ter uma “mentalidade forte” e que vai defrontar na segunda-feira, na I Liga de futebol.

Rúben Amorim, que falava em conferência de imprensa de antevisão ao encontro com os ‘azuis e brancos’ começou por confirmar que tanto Genny Catamo como Ricardo Esgaio estão recuperados dos problemas físicos que enfrentaram e figuram agora no lote de jogadores disponíveis.

Em relação ao jogo com o FC Porto, Amorim mostrou, por um lado, estar consciente das dificuldades que irá encontrar pela frente e, por outro, apontou o caminho para a conquista dos três pontos numa altura em que as duas equipas dividem a liderança da I Liga, com 31.

“Estamos preparados para um jogo onde as equipas jogam um futebol diferente e onde o FC Porto, pelo seu historial recente, tem sido mais forte no jogo dele do que nós. Não vamos mudar a nossa forma de jogar e vamos tentar ser mais fortes e mais precisos nos detalhes. Quando olhamos para os jogos, a diferença está nos detalhes e é aí que eles têm sido mais forte que nós. Queremos mudar isso já neste jogo”, afirmou.

Repetindo a ideia de que a equipa do Sporting está num processo de maturação, Rúben Amorim considerou que deveria ter mais pontos no campeonato fruto das oportunidades criadas, mas lembrou que os detalhes acabaram por fazer a diferença.

“A verdade é que o FC Porto tem uma mentalidade forte. Está espelhado na capacidade do FC Porto em passar na Liga dos Campeões. Isso é um facto e há que dar mérito a Sérgio Conceição, porque ele consegue implementar aquele tipo de dinâmica”, disse.

Prosseguindo na resposta, Rúben Amorim reconheceu que os ‘azuis e brancos’ “têm sido mais competentes” do que o Sporting, quando comparando a forma de jogar.

“Temos consciência disso. Não vamos fazer disso um caso, porque o futebol tem coisas que não se explicam. Temos de encarar o jogo como mais um jogo do campeonato, mas também o último da nossa vida. Esse é o equilíbrio da elite”, rematou.

Questionado sobre semelhanças ou diferenças com Sérgio Conceição, Rúben Amorim referiu que as características não são as mesmas, mas que ambos querem muito ganhar.

“Goste-se dele ou não se goste, a capacidade que ele tem de implementar a mentalidade que o FC Porto tem é difícil. Além das coisas boas que Sérgio Conceição tem, eu acho que ele é talvez o melhor nesse aspeto. Era uma coisa que eu não diria que gostaria de ter, porque temos características diferentes. Não acredito que ele queira ganhar mais do que eu, isso não acredito, temos é feitios diferentes. Mas é uma capacidade que a sua equipa demonstra e que nós ainda estamos a construir e não estamos ao mesmo nível”, admitiu.

Para além do Sporting-FC Porto, esta jornada tem também um Sporting de Braga-Benfica, mas, segundo Rúben Amorim, esse confronto não desviou o foco nem da equipa nem do treinador.

“O campeonato vai ser muito longo e escusamos de estar a olhar para os adversários. Se ganharmos o nosso jogo, estaremos em primeiro. É a única coisa de que precisamos”, concluiu, frisando que não pediu nenhum reforço como prenda de Natal para a equipa.

O Sporting, que divide a liderança da I Liga com o FC Porto, com 31 pontos, defronta esta segunda-feira os ‘dragões’, às 20:15 horas, em jogo da 14.ª jornada que será arbitrado pelo algarvio Nuno Almeida.


Faixa Atual

Título

Artista